Topo
pesquisar

Batalha das Nações e a queda de Napoleão

Séculos XVI ao XIX

Ataque da guarda cossaca em Leipzig, em quadro de Carl Rechlin (1802–1875)
Ataque da guarda cossaca em Leipzig, em quadro de Carl Rechlin (1802–1875)
PUBLICIDADE

A Batalha das Nações ocorreu em outubro de 1813, opondo as tropas francesas comandadas por Napoleão Bonaparte à chamada Sexta Coalizão, uma união militar entre Prússia, Áustria, Rússia e Suécia, daí o nome de Batalha das Nações. Ocorrida em Leipzig, na atual Alemanha, a derrota de Napoleão na Batalha das Nações iniciou a queda do imperador francês.

Um ano antes, as tropas francesas haviam sofrido uma importante derrota para o exército russo. Com o revés de Napoleão, os países defensores do Antigo Regime resolveram se unir para acabar com o poderio conquistado pelo general francês na Europa. As tropas aliadas eram comandadas pelo marechal de campo austríaco, o príncipe Karl-Philipp Schwarzenberg, nos três dias de batalhas em Leipzig e arredores.

A Batalha de Leipzig, como também ficou conhecida, durou de 15 a 18 de outubro de 1813, com as cavalarias e infantarias das nações aliadas atacando duramente o exército francês. Estima-se que cerca de 500 mil combatentes de ambos os lados participaram da Batalha das Nações, possivelmente a maior batalha da história até aquele momento. Morreram cerca de 100 mil pessoas, sendo que outros milhares delas se feriram ou contraíram doenças, principalmente o tifo. Corpos foram enterrados em valas comuns mesmo depois de meses após o fim da batalha.

Com a impossibilidade de conter o ataque das tropas aliadas, em 19 de outubro, Napoleão Bonaparte ordenou a retirada das tropas francesas em direção ao Oeste, abrindo caminho para que a Sexta Coalizão entrasse em território francês e chegasse à capital do país, Paris, em março de 1814. Com a derrota e o avanço das tropas aliadas, Napoleão foi obrigado a se exilar na ilha de Elba.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Selo Austro-húngaro representando a Batalha de Leipzig
Selo Austro-húngaro representando a Batalha de Leipzig.*

A Batalha das Nações suscitou ainda a preocupação com o grande número de mortos que as guerras estavam alcançando. Essa preocupação levou ainda à tentativa de se buscar soluções diplomáticas antes de se partir para os confrontos bélicos. Não que isso iria acabar com as guerras, talvez apenas postergá-las, em alguns casos.

Outra consequência da Batalha das Nações foi a formação do Congresso de Viena, cuja principal função foi criar as condições para impedir o avanço dos ideais e instituições da Revolução Francesa, realizar a defesa do Antigo Regime e a redefinição das fronteiras na Europa.

A Batalha das Nações é comemorada anualmente na Alemanha, fazendo parte da construção da identidade nacional, sendo apontada como um embrião do processo de Unificação da Alemanha.

––––––––––––

* Crédito da Imagem: IgorGolovniov e Shutterstock.com


Por Tales Pinto
Mestre em História

SÉCULO XVI AO XIX
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Guerras Brasil Escola