Topo
pesquisar

Lawrence da Arábia na Primeira Guerra Mundial

Século XX

PUBLICIDADE

Thomas Edward Lawrence (1888-1935), mais conhecido como T. E. Lawrence, foi um militar britânico que se notabilizou por integrar-se às tribos árabes do Oriente Médio durante a Primeira Guerra Mundial, auxiliá-las em sua unificação e instigá-las na luta contra o Império Turco-Otomano, que na época controlava a região. A experiência de T. E. Lawrence com a cultura islâmica foi profunda e marcante, tendo resultado em obras como Revolta no Deserto e Os sete pilares da sabedoria, por isso, recebeu a alcunha de Lawrence da Arábia.

No período anterior à guerra, T. E. Lawrence dedicava-se ao estudo de língua, cartografia, fotografia e escavações arqueológicas, tendo desenvolvido um interesse amplo sobre regiões e culturas diferentes das que se formaram na Europa. Esses estudos foram absolutamente fundamentais durante a guerra, sobretudo para articular-se com árabes e traçar estratégias de combate contra o Império Turco-Otomano.

Lawrence alistou-se como voluntário no exército britânico e foi servir no Oriente Médio. Em Cairo, no Egito, passou a ter uma maior compreensão da “causa árabe” e dos problemas que circundavam as revoltas liderados por homens como o emir Faiçal e as tribos de beduínos do deserto. Lawrence foi encarregado, em 1916, de mediar a aliança entre Inglaterra e os árabes na guerra. Entre 1916 e 1918, Lawrence conseguiu enorme destaque, tornando-se não apenas um mediador burocrático, mas um legítimo líder militar entre os árabes, reconhecido como tal por estes.

Um dos maiores feitos de Lawrence como líder estrategista integrado aos árabes foi a organização de guerrilhas de bandoleiros nômades, que faziam ataques surpresas, ainda que com poucos recursos, neutralizando e estrangulando as movimentações dos exércitos rivais. As ações de T. E. Lawrence tornaram-se ainda mais célebres após serem retratadas no filme de David Lean, Lawrence da Arábia, lançado em 1962, com atuação de Peter O'Toole.

Nesse filme é possível ter uma dimensão da vida de T.E. Lawrence em todas as suas nuances, desde o inglês preocupado com mapas, história e cultura em geral, até o grande estrategista militar que conquistou o respeito de tribos de beduínos e de líderes árabes. É possível perceber também a atmosfera da Primeira Guerra Mundial fora do continente europeu. As batalhas desproporcionais entre tribos que se movimentavam a cavalo e lutavam com sabres e a máquina de guerra turca, com o uso de metralhadoras e aviões.

A vida de T. E. Lawrence constitui uma excelente fonte de documentos históricos sobre as peculiaridades da Primeira Guerra e dos diversos povos que nela se envolveram.


Por Me. Cláudio Fernandes

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Guerras Brasil Escola