Topo
pesquisar

A ofensiva do TET

Século XX

PUBLICIDADE

No dia 30 de janeiro de 1968, o presidente norte-americano Lyndon Johson foi aos meios de comunicação para anunciar que a Guerra do Vietnã seria um conflito de curta duração. Mal sabia o chefe de Estado estadunidense que os vietnamitas preparavam, para o dia seguinte, uma ofensiva militar que alteraria esse tom passivo com que os EUA encaravam o “simples” conflito organizado no Vietnã.

As tropas militares do Vietcongue e do Vietnã do Norte empreenderam uma violenta ação militar com o objetivo de tomar conta de todo o Vietnã. Entre outras cidades, Saigon, Hué e Khe Sahn foram tomadas por diferentes tropas comunistas. A ação militar dos vietcongues ganhou os noticiários do mundo inteiro com a reprodução do conflito em tempo real. Entre as mais famosas imagens do conflito está a do assassinato de um suposto vietcongue com um tiro na cabeça.

Outra cena que marcou o conflito foi a invasão do prédio da Embaixada dos Estados Unidos, no Vietnã do Sul. Essa ação foi de fundamental importância para que a opinião pública internacional começasse a desconfiar sobre a supremacia bélica dos Estados Unidos. Protestos de universitários e grupos políticos em todo o mundo começaram a questionar a validade da ocupação dos EUA naquela região.

No dia 6 de fevereiro daquele mesmo ano, as tropas do Vietcongue conseguiram controlar a cidade de Khe Sahn, um dos principais pontos de controle dos norte-americanos. Mais uma vez os episódios da guerra eram transmitidos em tempo real, produzindo uma avalanche de artigos de opinião, protestos e declarações que questionavam o conflito. No entanto, a ofensiva do TET acabou sendo controlada pelas tropas dos Estados Unidos.

A vitória dos Estados Unidos, no entanto, não significou a criação de uma situação política confortável para os defensores da guerra no Oriente. De fato, aquele incidente em 1968 mudou drasticamente a visão segura que as autoridades americanas insistiam em repassar para a população. Aos olhos da população dos EUA, aquele conflito não poderia ser facilmente vencido. Afinal de contas, como seria possível que com mais de dois anos de ocupação os EUA ainda seriam alvo de uma ofensiva daquela proporção?

Esse simples questionamento acabou tendo força suficiente para que o presidente Lyndon Johson não tivesse apoio público para se reeleger presidente. A insistência da guerra parecia ter abatido o respaldo e a confiança depositados sobre o presidente da mais poderosa nação do mundo. Ainda assim, o “Tio Sam” ainda insistiu no conflito até 1975. Oficialmente, os Estados Unidos declararam sua vitória. Em contrapartida, o Vietnã se unificou sob o controle do regime comunista.

Século XX - Guerras - Brasil Escola

PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Guerras Brasil Escola